Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

NOTÍCIA

Feriado escolar dia 31 de outubro - Dia da Reforma Luterana


No dia 31 de outubro comemoraremos os 497 anos da Reforma Luterana, a qual teve como principal mentor Martim Lutero.  


 


Como Instituição Luterana, embasada  nos princípios teológicos, filosóficos  e humanísticos de Lutero, teremos feriado escolar no dia 31 de outubro. 


 


Abaixo, segue um texto-resumo ilustrador do movimento da Reforma. 


 


 A Reforma Luterana 


 


         Como Padre e Professor universitário, Martim Lutero sempre esteve preocupado com a verdade bíblica, por isso buscou na palavra de Deus o fundamento para sua vida. Uma das preocupações de Lutero era como ganhar a salvação e a vida eterna. A Igreja da época ensinava que a pessoa devia fazer algo para ganhar méritos junto a Deus e assim obter sua salvação. 


         Nos estudos dos primeiros capítulos da carta aos Romanos, Lutero compreendeu, no ano de 1513, o que a Bíblia entende por “justificação”. Até esse momento ele havia temido esta palavra e só pensava na justiça de Deus como castigo. Agora ele podia reconhecer que se falava da justificação divina como dádiva; que sua misericórdia nos faz justos e que ela nada quer de nós além de fé e confiança, enfim aceitação de seu presente. Ele escreveu: “aí eu me senti como recém-nascido e como se eu tivesse pessoalmente entrado pela porta aberta do Paraíso. Daí, de repente, toda a escritura me mostrou uma outra face”. 


        Nesse momento decisivo em que Lutero aprendeu a entender o apóstolo Paulo, ele se tornou o Reformador que anunciava a boa nova no púlpito e na sala de aula. Porém, mais tarde ocorreu um fato decisivo que mudou o rumo da história. 


        Desde abril de 1517, o padre Johann Tetzel entre outros vendiam cartas de indulgências pelas quais se comprava o perdão de pecados junto a Deus. Lutero se dirigiu a vários bispos para que parassem com esta enganação junto ao povo, mas foi em vão. Diante disso, ele escreveu 95 teses e afixou na porta da Igreja em Witemberg no dia 31 de outubro de 1517. Nesses escritos manifestou-se contra a compra do perdão de pecados. A primeira tese lembra: “Quando nosso Senhor e Mestre Jesus Cristo disse: Arrependei-vos (Mateus 4.7), ele queria que a vida inteira dos crentes fosse arrependimento.”  Com palavras claras, Lutero criticava os erros da igreja da época  que vendia o perdão dos pecados mediante o pagamente em dinheiro sem pedir que as pessoas se arrependessem de seus pecados. A Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, em sua teologia, entende que Deus nos perdoa por amor e não porque o mereçamos. Além dos pensamentos contraditórios às vendas de indulgências, entre outros, Lutero foi um ferrenho defensor da importância de que todos pudessem ler  a Biblia em Alemão a fim de poder interpretá-la. Também defendeu a ideia da criação de escolas para todos.   


         A atitude de Martim Lutero marcou sua época pela coragem de questionar e protestar contra as teorias e práticas da Igreja. Após a REFORMA LUTERANA, nenhum aspecto da vida humana ficou intacto, pois provocou transformações políticas, econômicas, religiosas, morais, filosóficas, literárias e nas instituições.



 

© Copyright 2010 - Colégio Sinodal Rui Barbosa - Direitos Reservados
Rua Pedro Vargas, 561 - Carazinho-RS - 99500-000
Desenvolvimento Equipe de TI